segunda-feira, 11 de agosto de 2008

filosofia do dia-a-dia - fase 2 (editorial)

Os poucos que frequentam este espaço devem ter percebido a ausência de postagens nas últimas três semanas, aproximadamente. Nunca fiz desse blog um diário, um semanário, quinzenário ou mensalário... a idéia sempre foi postar reflexões "atemporais" e sem frequência determinada - "postarei tanto quanto tiver inspirações". Além de atemporais, as postagens são em geral metafóricas e impessoais, com uma pretensão de serem universais (posso até pensar que essa pretensão tenha origem na minha admiração por Machado de Assis).

Acima de tudo isso, o "filosofia do dia-a-dia" é um blog cujas reflexões sempre foram - com intensão de assim o ser - necessariamente racionais, advindas do intelecto e de reflexões mais da ordem dos pensamentos, das lógicas, das análises. Mesmo os posts mais sentimentais vinham acompanhados de reflexões desse cunho.

O que tem acontecido nesse período de pausa é que o blog - ou seu autor - entrou em pane: em crise de existência, período de mudança profunda (sem dramas, por favor). Resolvi sentir a vida, vivê-la mais intensamente, sem filtros da razão me ditando o que fazer, ou o que devo considerar bom ou ruim de se sentir. Nessas três semanas, mergulhei de cabeça em meus sentidos e sentimentos, deixei a razão em segundo plano. Sim, ela está sempre lá, mas apenas atuando operacionalmente, em favor do que sentia, do que vivia.

E agora? Será que vai ruir o "filosofia do dia-a-dia"? Será que vai ruir o ser humano por detrás do blog? Acredito que não, e uma nova filosofia de dia-a-dia está a nascer em mim: menos pretensiosa e tão volátil quanto a primeira. Uma filosofia menos teórica e mais prática, que parte de dentro para fora, de baixo para cima, do peito para a mente. A teoria que advém da prática, e não o contrário. Aqueles(as) que têm me acompanhado que testemunhem a meu favor ou contra mim. A razão sempre terá seu lugar, mas agora talvez não seja a prioridade...

Procuro compartilhar fragmentos dessa vivência nos posts publicados hoje, e nos que virão. Veja bem, são apenas fragmentos. Bricolagens, partes picadas dessas três intensas semanas, e é bomba estourando no pessoal, no profissional, acadêmico, familiar, doméstico, espiritual, intelectual, emocional..! Aaah! (se berro ou suspiro, cabe a você decidir). Não tenho - e nem poderia ter - a pretensão de compartilhar tudo o que vivi aqui no blog ou em qualquer outro meio de expressão. Não há talvez nenhuma pessoa que possa me entender por inteiro, talvez uma...

Renovando-me, despeço-me e agradeço a deus por colocar tudo em seu lugar, no tempo certo. É impressionante, é impressionante..!

Um comentário:

Naya disse...

Estive aqui. Senti aqui. Pensei aqui. E é meu também?...nem que vc não quisesse!

Related Posts with Thumbnails

Veja também