quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Vila Perrenguinho

Agora quero descansar
E com a mente liberta recordar
De uma grande aventura em Martins de Sá

Como um por do sol tudo se apagou,
Como cheguei, eu parti.
Tudo que deixei não voltou,
Assim como no sonho que revi.

Por tudo que se sagrou,
Pela herança que nos deixou,
Eu entrego minha razão,
A toda essa emoção

Por isso...

Agora quero descansar
E com a mente liberta recordar
De uma grande aventura em Martins de Sá.

Pois aquela cachoeira,
Aquele mar azul,
E a natureza verdadeira,
Inspiram-me a vencer no sul.

E sendo assim cada qual volta ao real
Cada um com seu coração
Revitalizados pela inspiração
Puro e harmonizado naquele local

Por isso...

Agora quero descansar
E com a mente liberta recordar
De uma grande aventura em Martins de Sá.

De uma noite de alegria
Faço mil de sonhos eternos
De dez dias de euforia
Faço da vida dias mais belos

Por isso meus irmãos
Vamos cantar e celebrar
Aqueles dias que estivemos lá,
Unidos a um só coração.

De uma grande família levo o amar
De toda aquela magia fico em paz
Com a lembrança crio e ponho-me a cantar
E com muita saudade eu quero é mais.

Por isso...

Agora eu quero acordar
E com a mente liberta reviver
Uma grande aventura em Martins de Sá
Como um novo amanhecer!

Tari


Por esse post agradeço ao grande, querido e amado amigo e poeta do dia-a-dia Raphael "Tari" Taricano. Valeu, irmão, por tudo que passamos juntos e que nos faz crescer... e parabéns por esse lindo poema que, se ainda não foi musicado, tá pedindo encarecidamente... =)

3 comentários:

Tari disse...

Meu estimado irmão Betto Alberto..rsrsrs
Cara, essas palavras na verdade são o resultado do que criamos juntos...eu voce , e todos os outros. Meu papel foi só escrever!!!
Muitas vivencias e aprendizados passamos e vamos passar nesta vida...esta foi mais uma importante...
Abraçoooosss fraternos!

Ihtago disse...

Oa galera
Devo dizer, fazendo coro com vcs, que agora também sinto falta de Martins de Sá... mesmo sem ter estado lá.

Anônimo disse...

Beto,
Conheço Martim e tb tenho saudades de lá, mas tb de Pouso da Cajaíba... Só penso em "paradisíaco" pra descrever... Com o poema então, deu até vontade de rever as fotos pra matar a saudade...

Paula

Related Posts with Thumbnails

Veja também